Pular para o conteúdo
« Voltar

TRT de Rondônia e Acre recebe Selo Diamante durante 10º Encontro Nacional do Poder Judiciário

O Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região foi agraciado, nesta segunda-feira (5), com o Selo Diamante do Justiça em Números. A distinção é entregue pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em reconhecimento aos Tribunais que investem no aperfeiçoamento da governança e promovem a transparência pública, com eficiência, eficácia e efetividade. Esta foi a primeira vez que o TRT14 recebe o reconhecimento máximo do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
 
Ao receber a certificação o Desembargador Francisco José Pinheiro Cruz, Presidente do Regional, durante o 10º Encontro Nacional do Poder Judiciário, ressaltou que "em cada anoitecer e amanhecer, somos surpreendidos com cortes e limitações orçamentárias e de pessoal, onde as estratégicas aprovadas para o cumprimento de forma planejada são esquecidas, refletindo na condução da estratégia e no alcance da melhoria da prestação jurisdicional de excelência, um dos macros objetivos do Poder Judiciário Nacional", afirmou o Desembargador.
 
Esse momento é lembrado por todos que fazem o TRT da 14ª Região, e com certeza seguindo para as próximas administrações, pois temos um histórico de governança institucional, estratégia e planos a serem perseguidos por meio de um planejamento estratégico participativo em execução até 2020, afirmou Francisco Cruz.
 
O Presidente registrou a presença do Vice-presidente do Regional, Desembargador Ilson Alves Pequeno Junior, em nome de quem parabenizou seus pares e todos os Magistrados do trabalho de Rondônia e Acre, e agradeceu ainda o empenho dos servidores em nome do servidor João Bosco Machado de Miranda, Secretário Geral da Presidência do Regional.
 
Além do TRT de Rondônia e Acre outros sete Tribunais receberam o selo diamante, sendo os TRTs da 1ª Região (RJ), 5ª Região (BA), 6ª Região (Pernambuco), 14ª Região (Rondônia e Acre) e 15ª Região (Campinas), Tribunal de Justiça de Alagoas e o Tribunal Regional Federal da 5ª Região. O prêmio também possui as categorias ouro, prata e bronze.
 
 
O Desembargador Ilson Pequeno Junior, Vice-presidente do TRT14, destacou os avanços que o Regional tem alcançados com espírito de união e de gestões continuadas, que acabam fazendo muita diferença, assim sucessivamente. Lembrou que a partir de primeiro de janeiro de 2017, na gestão do Desembargador Shikou Sadahiro certamente dará continuidade aos planos e metas do TRT14, conclui.
 
São considerados tribunais com nível de excelência na gestão da governança capazes de extrair e analisar dados estatísticos e analíticos  de todas as unidades judiciárias, em sistemas padronizados de acordo com as regras das Tabelas Processuais Unificadas (Resolução nº 46/2007) e nos padrões do Modelo Nacional de Interoperabilidade (MNI) do CNJ.
 
Durante a solenidade o Presidente do Conselho Superior da Justiça do Trabalho e do Tribunal Superior do Trabalho, Ministro Ives Gandra Martins Filho, ressaltou a dificuldade que a Justiça do Trabalho enfrentou para alcançar seus objetivos ao longo de 2016, mas elogiou o desempenho dos Tribunais Regionais do Trabalho, que mesmo diante de dificuldades tiveram resultados expressivos. "Verifiquei que vários TRTs estão recebendo o Selo Diamante, ou seja, fizeram das tripas coração, do limão uma limonada, para continuarem funcionando."
 
O 10º Encontro Nacional do Poder Judiciário termina nesta terça-feira (6) e reúne Presidentes e Corregedores dos Tribunais e Conselhos de Justiça, além de Assessores e Técnicos da área de governança e gestão estratégica do Poder Judiciário Nacional.
 
A entrega da premiação foi precedida por uma conferência magna "Justiça, verdade e Eficiência, proferida pelo  jornalista William Waak, que fez algumas reflexões acerca do momento que o país e o Poder Judiciário Nacional, em especial a Suprema Corte está passando por momento ímpar na história em que recai sobre o "colo" do Judiciário decidir assuntos que é da alçada do parlamento.  
 
O encontro prossegue nesta terça (6) a partir das 8h30, onde vai reunir Presidentes e Corregedores dos Tribunais e Conselhos de Justiça, além de Membros da área de governança e gestão estratégica do Poder Judiciário. O objetivo é aprovar as metas nacionais a serem cumpridas pelo Judiciário em 2017, e divulgar o desempenho parcial dos Tribunais no cumprimento das metas deste ano.
 
O anúncio das metas nacionais e específicas a serem cumpridas pelos tribunais em 2017 será feito na plenária final do encontro, às 11 horas, em mesa presidida pela Ministra Cármen Lúcia e composta ainda pelo Corregedor Nacional de Justiça, Ministro João Otávio de Noronha, e pelo Conselheiro Bruno Ronchetti.
 
 
 
Ascom//TRT14 (atualizada em 15/12/2016 às 12h40)
Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
É permitida a reprodução mediante citação da fonte